Parcerias com o Setor Empresarial

Parcerias para desenvolvimento significa para a cooperação de desenvolvimento alemã uma interconexão entre o engajamento público e privado.

 

 

Objetivo

Combinação de competências dos setores públicos com empresas para a promoção de desenvolvimento sustentável assim como trazer efeitos positivos para os setores privados, sociedade e meio ambiente.

 

 

Focos no Brasil

Energias renováveis, eficiência energética, utilização sustentáveis de recursos naturais e proteção da biodiversidade.

 

 

Parcerias Ganha-Ganha na prática

A sua empresa também pode se tornar um parceiro caso exista uma intersecção entre os interesses da empresa e os da cooperação alemã para desenvolvimento. Nesse caso a empresa pode ser um parceiro da GIZ.

A elaboração do plano é feito em conjunto – dessa fora é estabelecido que cada projeto atenda as necessidades do parceiro.

O controle e o monitoramento do projeto são realizados em conjunto.

 

 

Fatores de sucesso para as parcerias

    • Existe uma interconexão entre os interesses da empresa privada e o os da GIZ.
    • Os esforços e capacidades dos parceiros se completam. É esperado que ambos atinjam os seus objetivos de forma custo-efetiva, eficiente e rápida.
    • Os parceiros estão preparados para se engajar em projetos de desenvolvimento e carregam mais ou menos 50% dos custos dos respectivos projetos.
    • É de interesse comum investir no futuro assim como numa expectativa de renda de médio e longo prazo.
    • Entre os parceiros prevalece a transparência e o diálogo.

       

       

      Vantagens para empresas

      Acesso a novos mercados;

        • Otimização da gestão de suprimentos
        • Estabelecimento de novos e a estabilização dos fornecedores existentes;
        • Qualificação de fornecedores;
        • Desenvolvimento e incorporação de novos produtos;
        • Apoio relacionado à responsabilidade social da corporação (Corporate Social Responsibility) para a construção de uma imagem mais positiva frente aos consumidores.

          Os custos para o desenvolvimento de novos mercados e a otimização da cadeia de fornecedores são reduzidos em parceria com o setor empresarial (PSE) devido à combinação de competências complementadas por vantagens competitivas.

           

          Se existir interesse em cooperações para desenvolvimento a AHK Rio de Janeiro/Brasil pode prestar assistência das seguintes maneiras:

          • Nós poderíamos fornecer as primeiras estimativas em relação aos pontos em que as suas ideias satisfariam os critérios para uma cooperação para desenvolvimento
          • Nós poderíamos estabelecer contato com organizações
          • Nós poderíamos prestar assistência quanto à concepção, conteúdos e agenda do projeto.
          • Nós poderíamos acompanhar o projeto em parceria com a GIZ do Brasil

           

          Contatos:

          AHK Rio de Janeiro: Philipp-Georg Hahn, +55 21 2224-2123, E-Mail schreiben

          AHK São Paulo: Dr. Bernd dos Santos Mayer, +55 11 5180-4552, E-Mail schreiben

           

          Chamadas do Programa DeveloPPP.de

           

           

          O concurso de ideais do BMZ (Ministério federal alemão para cooperação econômica e desenvolvimento) compreende dois aspectos complementares: Primeiramente dar aos participantes temas específicos dos campos de atuação mais importantes da política de desenvolvimento relacionados com os focos da política de desenvolvimento alemã. Esses temas são regularmente renovados. Por outro lado, as empresas são chamadas para dar impulsos próprios fora dos temas de foco da develoPPP.de.

          Empresas privadas alemãs e europeias (incluindo as suas associadas) podem participar da competição. Além disso, empresas locais de países em desenvolvimento, em transformação e emergentes que são registradamente europeias ou em que um cidadão europeu possui mais de 25% da mesma também são habilitadas para participar.

          A situação econômica da empresa precisa garantir previamente o financiamento e sustentabilidade do projeto. A empresa assume a responsabilidade para a realização do projeto quanto à seus conteúdos e recursos humanos e financeiros.

           

           

          Requisitos:

          • Projetos com objetivos técnico-econômicos e de política de desenvolvimento entre empresas privadas (pelo menos 25% europeias*) e parceiros do setor publico representados pela DEG, GIZ ou sequa.
          • Cofinanciamento através do parceiro do setor público em até 200.000 euros.
          • Pelo menos 50% dos custos do projeto precisam ser assumidos pela empresa
          • Candidaturas para o concurso de ideias ocorrem e são anunciadas varias vezes por ano.

          Os temas do concurso de ideias assim como mais requisitos para promoção de um projeto são encontrados no site do programa.

          * Empresas brasileiras também são habilitadas a participar caso sejam registradas na União Europeia ou um cidadão europeu possua mais de 25% da empresa.

           

           

          Se existir interesse em cooperações para desenvolvimento, a AHK Rio de Janeiro/Brasil pode prestar assistência das seguintes maneiras:

          • Nós poderíamos fornecer as primeiras estimativas em relação aos pontos em que as suas ideias satisfariam os critérios para uma cooperação para desenvolvimento
          • Nós poderíamos estabelecer contato com organizações
          • Nós poderíamos prestar assistência quanto à concepção, conteúdos e agenda do projeto.
          • Nós poderíamos acompanhar o projeto em parceria com a GIZ do Brasil.

           

          Contatos:

          AHK Rio de Janeiro: Philipp-Georg Hahn, +55 21 2224-2123, E-Mail schreiben

          AHK São Paulo: Dr. Bernd dos Santos Mayer, +55 11 5180-4552, E-Mail schreiben


          << voltar

           

          Alianças estratégicas

           

          Visando ampliar as iniciativas para projetos, alianças estratégicas são fechadas entre empresas alemãs e europeias e as agencias DEG e a GIZ.

          Elas são geralmente estabelecidas de forma suprarregional e podem abranger setores inteiros e reunir diferentes atores de todo o mundo provindos de áreas industriais e comerciais, governos e organizações não governamentais.

           

           

          Os critérios

          Adicionalmente aos critérios de complementaridade, projeto precisa se financiar e apresentar neutralidade de concorrência de mercado, contribuições e compatibilidade com pré-requisitos das políticas de desenvolvimento do governo federal alemão, além disso, as alianças estratégicas precisam preencher critérios extras em que pelo menos seis dos listados abaixo precisam ser correspondidos, dos quais pelo menos 2 precisam ser quantitativos para que um projeto possa se tornar uma aliança estratégica.

           

          Critérios quantitativos:

          • Uma grande cooperação para desenvolvimento com dois ou mais parceiros privados.
          • Volume do projeto em pelo menos 750.000 euros
          • Alinhamento suprarregional

           

          Critérios qualitativos:

            • Projeto tem uma significância acima de média para as políticas de desenvolvimento além de possuir grande visibilidade.
            • O projeto interliga instituições relevantes nos países parceiros além de gerar efeitos de estruturação, por exemplo, melhorando as condições econômicas da região onde o projeto é implantado.
            • O projeto envolve grupos com diferentes objetivos e interesses (abordagem de múltiplos atores).
            • O projeto tem uma grande abrangência de atividades e gera efeitos positivos para uma grande parte da população carente.
            • O projeto se articula sob uma base de inovação.
            • O projeto possui um caráter de modelo e pode ser usado como exemplo de “best practice¨ (trabalho replicável).
            • O projeto é ligado com os focos da cooperação internacional bilateral para desenvolvimento.

            Mais informações para promoção de uma aliança estratégica podem ser encontradas no site do programa.

             

            Se existir interesse em cooperações para desenvolvimento, a AHK Rio de Janeiro/Brasil pode prestar assistência das seguintes maneiras:

            • Nós poderíamos fornecer as primeiras estimativas em relação aos pontos em que as suas ideias satisfariam os critérios para uma cooperação para desenvolvimento
            • Nós poderíamos estabelecer contato com organizações
            • Nós poderíamos prestar assistência quanto à concepção, conteúdos e agenda do projeto.
            • Nós poderíamos acompanhar o projeto em parceria com a GIZ do Brasil.

             

            Contatos:

            AHK Rio de Janeiro: Philipp-Georg Hahn, +55 21 2224-2123, E-Mail schreiben

            AHK São Paulo: Dr. Bernd dos Santos Mayer, +55 11 5180-4552, E-Mail schreiben


            << voltar

            Fale conosco

            Philipp Hahn

            (+55 21) 2224-2123 Ramal 117
            Enviar e-mail